Seja bem-vindo ao Melissa Benoist Brasil, sua primeira, maior e melhor fonte brasileira sobre a atriz Melissa Benoist, mais conhecida por interpretar a Supergirl na serie homônima. Aqui você encontrará informações sobre seus projetos, campanhas e muito mais, além de entrevistas traduzidas e uma galeria repleta de fotos. Navegue no menu acima e divirta-se com todo o nosso conteúdo. Esperamos que goste e volte sempre!
anúncio
29.03.2018
postado por Camila e categorizado como Supergirl

Quando o pai de Winn (Jeremy Jordan) morre, sua mãe, Mary (atriz convidada Laurie Metcalf), reaparece tentando se reconectar com Winn e explicar o porque o abandonou anos atrás. Winn está ressentido demais com sua infância difícil para perdoá-la, mas quando um imitador Toyman ataca, os dois devem trabalhar juntos para detê-lo. Mon-El diz a Kara algo importante sobre os Worldkillers, e Alex suspeita de Myr’nn (ator convidado Carl Lumbly).

O episódio irá ao ar no dia 16/04.

MBBR0002.jpg MBBR0005.jpg MBBR0003.jpg MBBR0004.jpg

INICIO > SÉRIES DE TV – TV SHOWS > [2015-PRESENTE] SUPERGIRL > TERCEIRA TEMPORADA > STILLS > 3X14 – SCHOTT TROUGH THE HEART

 

16.02.2018
postado por milene e categorizado como Filmes, Juvenile

A Premiere Entertainment Group, com sede em Los Angeles, está em Berlim preparando-se para o lançamento do thriller criminal ‘Juvenile’, estrelado por Blake Jenner e Melissa Benoist.

A empresa Gravitas Ventures planeja lançar Juvenile nos EUA em uma versão limitada no final deste ano.

“Estamos animados em fazer parcerias com a Premiere Entertainment e confiantes em sua capacidade de garantir os melhores negócios de distribuição internacional para o nosso filme“, ​​disse o produtor Cooper Ulrich.

 

“Esse projeto tem sido a paixão de Blake há anos e estamos tão apaixonados também por apresentar Juvenile aos nossos compradores estrangeiros. O filme é um retrato aristocrático e realista da vida do crime de rua e como as escolhas individuais podem ser diretas ou levar a sua morte”, disse Carlos Rincon, vice-presidente de desenvolvimento e aquisições da Premiere.

Pequena sinopse do filme:

Jenner interpreta um jovem rebelde, cujo melhor amigo morre em um assalto. Quando ele tenta colocar sua velha vida no passado e começar de novo com sua namorada, o passado do jovem volta à tona.

Fonte: Screen

INICIO > FILMES – MOVIES > [2018] JUVENILE > STILLS

MBBR0001.jpg MBBR003.png MBBR0002.jpg

14.02.2018
postado por Camila e categorizado como Candids, Supergirl

Nesta terça feira (13), Melissa Benoist foi fotografada no set de gravações de Supergirl em Vancouver, Canadá com sua colega de elenco Amy Jackson. Confira:

INICIO >SÉRIES DE TV – TV SHOWS[2015-PRESENTE] SUPERGIRL > ON SET2018 > 13.02 – NO SET DE ‘SUPERGIRL’ EM VANCOUVER

07.02.2018
postado por milene e categorizado como Entrevistas, Melissa, Supergirl, Waco

Então, uma super-heroína entra em um bar. De início isso soa como uma piada brega mas é um pouco engraçado, afinal, neste caso, é como nós conhecemos a estrela de Supergirl, Melissa Benoist. Basta substituir a palavra “bar” por Toro NYC (Nome de um bar em NY). E faça balanço sobre o fato de que, enquanto esperávamos que todos chegassem, a atriz fazia as palavras cruzadas do dia enquanto observava tudo ao redor em uma poderosa roupa de couro toda de preto.

Ainda assim, não é exatamente justo “apenas” se referir a ela por seu papel na série CW (mesmo que ela tenha chego parecendo bastante como uma super-heroína). Ela também tem muitos outros grandes créditos, incluindo Glee em seus dias passados e a mais recentemente mini-série da Paramount Network ‘Waco‘, que é transmitida nas noites de quarta-feira e conta a história do cerco dos anos 90 envolvendo uma culto religioso. Nós conversamos com Melissa sobre por que ela estava intrigada, no começo, com esse papel, sua luta com a ansiedade e seu super poder da vida real (o que pode realmente superar tudo que já vimos na TV).

Você pode me falar sobre sua nova mini-série, Waco?

Eu tinha cinco anos e lembro sobre este cerco estar nos noticiários. Foram 51 dias entre o ATF, o FBI e o Ramo Davidiano, que as pessoas rotulavam de culto religioso. Seu líder, David Koresh, era esse homem manipulador, carismático e megalômano que reinterpretou o Livro do Apocalipse – que é sobre o fim dos tempos, fogo e enxofre, material de leitura realmente leve. Eu interpreto sua primeira esposa, com quem ele se casou quando tinha 14 anos. Ele disse que Deus lhe disse que tinha que se casar com ela e ele a pegou fora da igreja e partiram no meio da noite. Ela foi a primeira de talvez, 12 esposas? O que aconteceu com o cerco, no final das contas – porque o Ramo Davidiano tinha armas de fogo – foi que todos que estavam na casa foram queimados e 79 pessoas morreram, incluindo mais de 20 crianças menores de 15 anos. Foi uma tragédia que ninguém realmente sabia sobre nos anos 90, porque a mídia retratada era uma coisa, o FBI e o governo outra – há muito sobre o qual ninguém sabia a verdade. Então, espero que este projeto leve as pessoas a verem que sempre há mais do que vê, a compaixão é realmente importante e nada é preto e branco.

O que fez você querer se assinar com este projeto?

Inicialmente fiquei atraída pela palavra “culto”, porque sempre fui realmente fascinada – acho que todos nós somos. Todos nós imaginamos como você pode se envolver em algo que parece tão extremo, sabe? Eu assisti a todos os documentários da Cientologia e visitei a Igreja Fundamentalista de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, eu sempre estou interessada nesses valores extremos da sociedade. Então, em uma das primeiras audições, tive que interpretar Rachel Koresh. Vi uma foto dela e não pude ignorá-la. Ela era tão forte e estoica e imaginar o que essa mulher passou foi realmente o que me fez querer contar sua história.

E então temos a Supergirl! Quando se trata de decisões cotidianas, às vezes você pensa em sua personagem e o que ela faria?

Não necessariamente, porque acho que ela vive por um código moral e ideais que são inalcançáveis. Ela é tão otimista e eu simplesmente não posso ser isso o tempo todo. Mas muita da força para desempenhar essa parte se encaixa em meu cotidiano, de maneiras que eu nem percebo. Eu não era calma, antes do trabalho, mas certamente não era de criar atritos e isso se dissolveu e desapareceu. Eu também sinto que esse trabalho realmente me deu um impulso para me defender de maneiras que eu nunca teria tido a coragem de fazer antes.

Você tem sido bastante aberta sobre sua ansiedade e transtornos mentais em geral. Como você encontra o equilíbrio com isso, sendo uma pessoa pública?

Isso é algo que eu ainda não sei como lidar ainda, porque sou introvertida de uma maneira extrovertida. A ansiedade está em dias como hoje, quando estou na correria fazendo conferência de imprensa, falando como Melissa e não como uma personagem. Às vezes me faltam palavras e eu meio que fecho de volta minha concha, e esse aperto no peito está sempre lá. Mas é bom ter um pouco de medo e se forçar a sair para fora de sua zona de conforto. Dito isto, estar naquela posição pública onde as pessoas estão olhando para você, você tem que ser corajoso e destemido para se colocar para o lado assim, a menos que você seja o tipo de pessoa que gosta disso. E também conheço pessoas assim.

Você é caseira também?

Eu sou um ermitã. O dia dos meus sonhos seria acordar com calma, fazer palavras cruzadas no meu café da manhã, fazer um suco verde ou um smoothie e ficar em casa o dia todo. Teve dias em que eu listei todas as coisas que eu precisava, incluindo controles do Nintendo Switch que acabei de comprar. Então, meu mensageiro teve que ir ao GameStop e me comprar um controle do Nintendo Switch, porque simplesmente não conseguia sair do sofá.

Qual o seu superpoder na vida real?

Eu não sei se eu sou muito boa em alguma coisa (risos). Eu acho que sou muito boa no Mario Kart. Mas esse não é um superpoder. Eu leio rápido? Eu poderia ser… eu falo com cães. Os cães gostam muito de mim. Talvez nem todos os cães, mas todos os cães que tive o prazer de conhecer um pouco melhor do que apenas acariciá-los na rua.

Fonte: Covertour