Seja bem-vindo ao Melissa Benoist Brasil, sua primeira, maior e melhor fonte brasileira sobre a atriz Melissa Benoist, mais conhecida por interpretar a Supergirl na serie homônima. Aqui você encontrará informações sobre seus projetos, campanhas e muito mais, além de entrevistas traduzidas e uma galeria repleta de fotos. Navegue no menu acima e divirta-se com todo o nosso conteúdo. Esperamos que goste e volte sempre!
anúncio

Arquivo de 'Entrevistas'



26.11.2017
postado por milene e categorizado como Entrevistas, Melissa, Supergirl

O evento de crossover anual que traz os quatro shows de Arrow-verse da CW em conjunto está se aproximando rapidamente, e será algo novo dessa vez. Chamado de “Crisis On Earth-X”, o crossover de 2017 será um caso de quatro horas dividido em duas noites de horário nobre e apresentando episódios completos de Supergirl, The Flash, Legends of Tomorrow e Arrow. Os heróis serão forçados a encarar suas próprias versões nazistas, e tudo parece intenso. A estrela de Supergirl, Melissa Benoist, revelou recentemente o que foi complicado sobre a filmagem do crossover deste ano. Quando perguntado se ela enfrentava dificuldades no crossover, Benoist disse isso:

Sim, especialmente quando fizemos cenas de controle de movimento onde eu tive que estar na cena comigo mesma, é mais tedioso do que uma tela dividida tradicional. E, essencialmente, você está memorizando toda uma cena, cada linha, cada diálogo e eu não previ o quão difícil seria a transição da leveza para a escuridão. Um desafio divertido.

No grande trailer de “Crisis On Earth-X”, vemos Supergirl enfrentando a malvada Overgirl no que parece ser em algumas cenas, e Overgirl parece pular na Supergirl pelo menos uma vez. Melissa Benoist teve que trabalhar dobrado para o crossover, trazendo Kara a vida como de costume e apresentando uma nova vilã que poderia ser o inimigo mais formidável de todo o evento. Afinal, apesar de todos os heróis do Arrow-verse trazerem habilidades importantes para a mesa de combate ao crime, Kara é definitivamente o músculo. Ela pode ser a única esperança real das pessoas de derrotar os bandidos da Terra-X.

Para as coisas se tornarem mais difíceis para os heróis do Team Supergirl, Team Flash, Team Arrow e Legends, provavelmente serão as apariçoes dos vilões que não são simplesmente seus dubles. Sabemos por um tempo que a versão Earth-X de Prometheus aparecerá, e uma nova imagem oficial revela alguns dos maiores personagens da DC que aparecerao na Terra-X. Enquanto o Ray estará à disposição para ajudar os heróis, ele pode não ser suficiente para virar a maré sem alguns sacrifícios.

Melissa Benoist também comentou sobre como é interpretar Overgirl em vez de Supergirl. De acordo com a CBR, Benoist disse isso:

Eu interpretei duas personagens. Eu usei duas roupas muito diferentes. Ainda há uma capa e meu rosto está coberto, e ela não é tão legal. Foi muito desafiador. Eu pensei que seria – eu fiz aqui e ali, tive momentos como esse neste show com Bizarro e quando Martian Manhunter assumiu o corpo de Kara, mas isso foi inteiramente diferente. Isso não era mesmo Red Kryptonita-isque. Isso foi muito pior.

Em Supergirl, os fãs viram Melissa Benoist interpretar outras versões de Kara para cenas breves em episódios ocasionais, mas Overgirl aparentemente será uma versão muito mais escura do que Benoist já havia sido convidada a interpretar antes. Dado que a Overgirl está alinhada com os nazistas, não é uma grande surpresa que ela seja muito mais má do que a atriz está acostumada a fazer em seu trabalho regular em Supergirl. Deve ser interessante ver como os personagens se comparam, mesmo que não seja agradável ver um personagem tão amável como Kara sendo alguém obscuro e terrível.

Fonte: CinemaBlend

26.11.2017
postado por milene e categorizado como Entrevistas, Supergirl

Reign, vilã da terceira temporada de Supergirl vivida por Odette Annable, deve ser bem diferente dos antagonistas anteriores do seriado, segundo Melissa Benoist (Kara Zor-El).

Falando ao Collider, a atriz da protagonista explica:

Penso que Reign surpreenderá as pessoas. Ela é espetacular de se assistir, e definitivamente entregará a luta da vida de Supergirl. Penso que o que a diferencia do que vimos – os vilões mostrados até agora – é que ela tem um passado surpreendente que é realista, que te deixa investido em quem ela fundamentalmente é.

Anteriormente, Annable afirmou que a vilã e Kara tem muito em comum.

“Elas podem absolutamente se relacionar, estão de lados opostos, mas têm muito em comum – não somente o fato de que ambas vieram de Krypton. Suas narrativas são muito paralelas – uma vai para um sentido e a outra, infelizmente, vai para o outro. Estive trabalhando com Kara e vamos trabalhar juntas bem de perto. Se como Sam ou Reign, vocês descobrirão.”

O terceiro ano de Supergirl é exibido no Brasil pelo canal pago Warner Channel. Além disso, as temporadas anteriores estão disponíveis no catálogo da Netflix

 

Fonte: Omelete

10.11.2017
postado por milene e categorizado como Entrevistas, Supergirl

Com o anúncio oficial de que a Legião dos Super-Heróis virá para Supergirl, mais ou menos temos a confirmação de que Mon-El também estará retornando. Afinal, o Romeu de Kara é um membro de longa data da Legião.

Den of Geek foi parte de um grupo de repórteres no set de Supergirl ontem. Conversamos com Melissa Benoist (Kara) sobre o que esperar do retorno de Mon-El e a interação de Kara com a Legião.

“Não será a reunião que você espera”, provocou Benoist, confirmando que a grande reunião vai ser no episódio 7, “Wake Up”, que veremos Winn e a equipe investigando um misterioso navio acidentado debaixo d’água em National City.

“É muito misterioso”, continuou Benoist do encontro Kara/Mon-El. “Eu acho que nesta temporada, nós realmente mergulhamos em um tom diferente, uma atmosfera diferente para Kara. Ela realmente está descobrindo como controlar sua alienígena, e, por sua vez, acho que ela está encontrando sua feminilidade ao mesmo tempo através do sofrimento, e esse sofrimento é aparente mesmo na coloração do show “.

Quanto à Legião, Benoist brincou com isso, dado o número de dicas que a Supergirl deixou nas duas últimas temporadas. O anúncio de sua chegada provavelmente não foi uma grande surpresa para a maioria dos fãs.

“Eu não quero provocar demais”, disse Benoist, “mas o fato de que a Legião está vindo para o show tem uma tal posse no mundo dos quadrinhos, especialmente com o Superman, Martian Manhunter, especificamente. Isso é realmente emocionante para nós. Para Kara, é um novo conjunto de problemas que você verá muito rapidamente “.

Quando perguntado se Kara poderia ter uma conexão romântica com o Brainiac 5 (interpretado por Jesse Rath), como faz nos quadrinhos, Benoist disse: “Nós apenas apresentamos os dois. O que estamos trabalhando agora. Eu realmente não posso dizer nada. Eu acho que meus lábios têm que ser selados nessa. ”

 

09.10.2017
postado por milene e categorizado como Entrevistas, Supergirl

O AdoroCinema conversou com Melissa Benoist e Chris Wood sobre a nova temporada e sobre o que vem por aí para a dupla.

Qual é o estado emocional de Kara no início da terceira temporada?

Melissa Benoist: Este é um período sombrio para ela. No fim da segunda temporada, ela passa por uma experiência que parte seu coração, que é muito dura. Era a primeira vez em que ela estava apaixonada. Uma pessoa que perdeu seu mundo e sua família tem problemas com abandono. Então, agora, ela precisa lidar com seu luto e com a culpa por ter enviado Mon-El para o espaço. Ela tem medo porque não sabe o que aconteceu com ele. É um novo capítulo de sua vida, agora ela está crescendo mais, está mais madura. Kara não está tão solar quanto costumava ser.

Chris, você ficou preocupado com seu emprego por causa dos eventos do último episódio ou eles te deram alguma garantia?

Chris Wood: Eu já sabia que isso aconteceria desde que fui escalado, já sabia que as coisas seguiriam nessa direção. Todos os eventos foram descritos para mim quando eles me explicaram o arco de Mon-El, que vai do egoísmo ao altruísmo. O que eu não sabia era o que viria depois disso. Sei que ainda estou envolvido na série e tenho apenas algumas informações sobre os próximos capítulos, mas não posso revelar muitas coisas. Jurei manter segredo. Um hipotético retorno de Mon-El provavelmente traria novas dimensões à série e deixaria os fãs bastante satisfeitos.
Melissa, outro momento importante ao final da temporada passada foi Clark falando para Kara que ela era mais forte que ele. Como foi isso para você?

MB: Acho que o tempo em que Kara passou na Terra fez com que ela, inconscientemente, pensasse que ela não está à altura dos poderes de Clark. No momento em que ele diz isso a ela, era o momento dela, era a batalha dela. As apostas eram muito altas, então foi ótimo que ela tenha conseguido salvá-lo. Acho que ela merecia ultrapassá-lo.

Você acha que Kara sabe que Cat sabe que ela é a Supergirl?

MB: Essa é uma boa pergunta. Não sei. Acho que não, acho que Kara pensa que consegue enganar Cat. Mas ela faz isso porque ela precisa pensar dessa forma. A relação entre Kara Danvers e Cat Grant é diferente da relação entre a Supergirl e Cat Grant. Não sei se ela percebe isso. Adoraria ver uma cena onde as duas conversam sobre isso, realmente quero ver essa cena.

Ano passado, falou-se bastante de um possível uniforme para Mon-El. O que aconteceu?

CW: Eu iria usar um traje a partir do terceiro episódio da última temporada, mas isso não aconteceu, acabou sendo adiado. Não escrevo a série, não decido nada, apesar de às vezes querer poder decidir. Mas havia um traje. Acho que o personagem não estava preparado para isso. Mas eles logo perceberam que seria mais interessante deixar isso para o final, no seu momento de sacrifício, no momento em que ele deixa de ser egoísta e se torna um herói. Anteriormente, ele ainda era uma bagunça e os roteiristas acharam que o personagem ia se desenvolver de um modo específico, mas aconteceu de outra forma. Acho que tudo deu certo no fim das contas porque agora temos um ponto de partida incrível para a próxima temporada.

Você acha que ele merece o traje agora?

CW: Mon-El tinha muitas falhas, uma perspectiva de mundo muito rasa gerada pelo seu passado, sua riqueza e por sua falta de tato com as outras pessoas. Ele só se importava consigo mesmo, só queria salvar a si mesmo. No fim da temporada, quando ele se sacrifica para salvar um planeta que não é o seu, é o ponto mais distante que poderíamos chegar de onde partimos. Ao invés de ser motivado por uma força externa, como as opiniões de Kara, a mudança de Mon-El foi motivada por uma força interna. Foi uma mudança interior. Acho que ele não voltará a ser quem era anteriormente. Acho que agora ele tem direito de usar um traje. Ele não faz mais as coisas porque alguém está falando para ele fazer.

Muita gente sentiu falta de mais momentos entre Kara e Alex. Podemos esperar por isso?

Na última temporada, as duas seguiram caminhos diferentes. Mas, nesta temporada, elas vão se reencontrar e vão se unir novamente. Teremos noites no sofá.

07.10.2017
postado por milene e categorizado como Entrevistas, Supergirl

Em uma pequena entrevista para a EW, Melissa, Katie Mcgrath e Chyler Leigh falaram sobre o novo lado de Kara para a nova temporada, que estréia dia 09/10.

Após os acontecimentos do final da segunda temporada, Kara (Melissa Benoist) assumirá um lado mais sombrio nessa terceira temporada, afastando sua humanidade em uma tentativa de lidar com a perda esmagadora que sofreu, desencadeando o dispositivo de dispersão de chumbo. Com Mon-El (Chris Wood) indo embora, Kara se enterrou no trabalho para consternar aqueles que a rodeiam.

“Ela está realmente frágil no início da temporada, mas apenas as pessoas mais próximas dela vão ver isso porque está quase solidificada no exterior e está realmente tentando pressionar qualquer dor que sentiu por perder o Mon-El. Por sua vez, ela tomou essa decisão de se despedir do seu lado humano e abraçar seu lado alienígena. Nós ouviremos um pouco ela dizer, nos primeiros cinco episódios: “Eu não sou uma humana, venho de um planeta diferente, então isso não se aplica a mim.” diz Benoist.

Naturalmente, a perda do lado fervoroso e otimista de Kara Danvers não ficará bem com os que a rodeiam.

“Todos os amigos, incluindo Alex, estão tentando ajudá-la, mas ela está acabando com muitas pessoas, como muitos fazem na vida real. Alex faz tudo o que pode para dar espaço a ela mas é muito rápido porque Alex é, obviamente, muito honesta e as duas têm uma relação muito grande e solidária”. diz Chyler Leigh.

É especialmente difícil para Lena, que se culpa por ajudar a ajustar o dispositivo que foi criado por seu irmão Lex.

“O que você verá com Lena é a culpa de sentir que ela foi, de alguma forma, responsável por arruinar esse grande amor de Kara. Então, enquanto ela está se sentindo bem de que ela salvou o mundo ou ajudou a salvá-lo, ela se sente muito responsável de que sua melhor amiga está sofrendo e ela está tentando, de certa forma, trazer Kara de volta para a amizade que eles tiveram, porque ela está um pouco perdida.” diz Katie McGrath.

Kara também pode encontrar consolo em sua herança de Kryptonian, com Erica Durance, de Smallville, juntando-se a série em uma reformulação da mãe de Kara, Alura – o que ostensivamente significa que veremos muito mais a personagem nesta temporada.

“É diferente”, diz Benoist sobre a nova dinâmica. “Eu amei a Laura Benanti, mas Erica traz algo muito divertido. Eu só tive algumas coisas com ela até agora em holograma e a veremos com mais freqüência. Essa é sempre uma experiência realmente emocionante para Kara, para poder conversar com ela de uma forma ou de outra, então definitivamente veremos mais isso”.

Fonte: EW