Seja bem-vindo ao Melissa Benoist Brasil, sua primeira, maior e melhor fonte brasileira sobre a atriz Melissa Benoist, mais conhecida por interpretar a Supergirl na serie homônima. Aqui você encontrará informações sobre seus projetos, campanhas e muito mais, além de entrevistas traduzidas e uma galeria repleta de fotos. Navegue no menu acima e divirta-se com todo o nosso conteúdo. Esperamos que goste e volte sempre!
anúncio

Arquivo de 'Entrevistas'



23.01.2018
postado por milene e categorizado como Entrevistas, Supergirl

Supergirl encantou o público e trouxe para a vida a novas partes da DC Comics há três anos. Mas, de acordo com a estrela da série, há uma coisa que ela mais gosta de fazer neste trabalho.

Em uma entrevista recente no Talk-Show ‘Jimmy Kimmel Live’, Benoist foi questionada sobre o que ela considera ser a melhor coisa sobre interpretar a Garota de Aço.

“Assim, eu tenho que voar!” Benoist sugeriu.

Quando Kimmel perguntou exatamente sobre o esforço para fazer as cenas de vôo, Benoist insinuou que ocasionalmente há alguns desafios.

“Sim, é um trabalho árduo. Eu sou literalmente pendurada em um cabo no ar”.

De acordo com a atriz, parte desse trabalho difícil, envolveu aulas de treinamento específicos, o que a ajudou a encontrar várias partes de seu tipo de “físico de super-heróis”.

“Há uma espécie de escola de fisicalidade de super-heróis que você tem que frequentar. Pelo menos, nós fizemos nas séries da DC. Há uma equipe de acrobatas que ensina a andar como um super-herói. Ou, eu tive que ver acima com a idéia de como minha visão de calor ficaria e com qual posição que parece congelar a respiração”.

E, como Benoist revelou, essas aulas eram muito úteis – e tiveram um impacto muito positivo em sua postura.

“Eles são incríveis, e eles realmente me ajudaram. Minha postura melhorou por causa desse trabalho. Eu meio que tinha uma postura ruim antes, mas o uniforme não me oferece outra opção. É apenas um espartilho e fechado até em cima. E com postura ereta eu fico”.

FONTE

Confira a entrevista completa e legendada por nossa equipe:

Melissa Benoist No Jimmy Kimmel Live! (Entrevista Legendada) from Melissa Benoist Brasil on Vimeo.

23.01.2018
postado por milene e categorizado como Artigos, Entrevistas, Supergirl

A luta entre Kara/Supergirl e Samantha/Reign parece estar aumentando. Mas quanto tempo pode demorar antes que a última vilã da Supergirl seja desmascarada?

Em uma entrevista recente com Entertainment Weekly, Benoist foi questionada quanto tempo ela acha que vai demorar para que Kara descubra a real identidade de Sam. E com Sam buscando Alex para obter ajuda no episódio 3×12 – “For Good”, parece que não demorará muito.

“Parece que é apenas uma questão de tempo. O que eu acho mais importante é como Sam vai reagir, porque obviamente ela não tem consciência do que está acontecendo por agora. Todo o arco da temporada é essa crise de identidade para cada personagem, então, se Kara descobrir sobre Sam, se e quando, definitivamente vai ser parte dessa jornada”, diz Benoist.

Com isso em mente, uma pergunta bastante lógica é a de como, exatamente, Kara responderá quando Reign se revelar, e se ela estará disposta a ajudar Samantha no caminho de sua redenção. De acordo com Benoist, embora isso possa ser um pouco complicado (considerando o fato de que Reign a deixou em coma), esperamos que Kara perdoe.

“Isso seria difícil, mas conhecendo Supergirl e como ela costuma lidar com essas situações, e de como ela acha que todos merecem uma segunda chance, de que você pode mudar e ser uma pessoa melhor e um herói, eu acho ela tentará ajudá-la.”

A possibilidade de Samantha ser redimida tem sido aos poucos, em grande parte graças ao público sendo apresentado ao seu lado mais “humano” primeiro. Melissa insinuou algo semelhante durante uma visita recente ao set, onde ela parecia indicar que sua história a ajudaria a ser mais fácil de humanizar.

“Eu acho que Reign vai surpreender as pessoas. Ela é muito surpreendente de se ver e ela definitivamente deu à Supergirl – ela dará à Supergirl a maior luta de sua vida. Eu acho que é o que o separa dos outros vilões que já vimos – os grandes malvados que vimos até este ponto da série. Ela tem uma experiência realmente surpreendente e que é muito fundamentada, de que você realmente apoiou em quem ela realmente é”, Benoist completa.

Fonte

16.01.2018
postado por milene e categorizado como Artigos, Entrevistas, Eventos

A estrela da Supergirl , Melissa Benoist, diz que está “extremamente orgulhosa” da atmosfera no set da série depois que o produtor executivo Andrew Kreisberg foi demitido pela Warner Bros. Television após acusações de assédio sexual e que “a produção está se recuperando”.

Falando aos repórteres após o painel da Paramount Network, promovendo sua nova mini-série ‘Waco’, a atriz de 29 anos disse que o comportamento de Kreisberg “essa foi uma grande decepção”.

“Eu tenho que dizer a forma como a série se recuperou junto com um grande elenco e uma grande equipe, agora temos uma atmosfera mais leve em conjunto e eu estou extremamente orgulhosa”, disse ela no evento da Paramount Network.

Benoist também acrescentou:

“Existem inúmeros homens incríveis que trabalham em nossa série e temos muitas mulheres incríveis que também estão em posições poderosas conosco. Agora que uma de nossas co-showrunners é uma mulher e a produtora executiva é Sarah Schechter, estamos todos na luta pela igualdade e atmosferas mais seguras no espaço de trabalho”.

Benoist falou com otimismo sobre o movimento mais amplo na indústria do entretenimento contra o assédio e o assédio sexual e quais os passos necessários para criar progresso.

“Eu acho que isso é uma questão de empatia. Acredito que seja uma questão de ouvir-mos uns aos outros. É tão simples quanto ficar próximos ao outro por um dia, através de gêneros, através da sexualidade, em qualquer forma. É difícil falar sobre algo quando você ainda está tão forte e você ainda está tão confuso ao resolver a confusão. Mas eu realmente tenho esperança. E acredito que as pessoas são muito melhores do que essas coisas que acontecem.”

Fontes: Variety, People , EW

Adaptação: Melissa Benoist Brasil

14.12.2017
postado por milene e categorizado como Entrevistas, Melissa, Supergirl

Durante o crossover desse ano “Crisis on Earth-X”, os espectadores foram apresentados ao The Ray, o alter ego meta humano do super-herói Ray Terrill.

Agora é a hora de The Ray realmente brilhar, como o centro de sua própria série de animação em CW Seed.

Estreiando seus primeiros episódios na sexta-feira (08 de dezembro), Freedom Fighters: The Ray começa na Terra-X onde a banda de heróis se chama regularmente com o Reichsman nazista, liderado por Overgirl. Em breve, os eventos angustiantes descobrem que o Ray da Terra-X passa o batão para o nosso próprio Ray Terril – um advogado de interesse público de direito suave, cuja maior luta na vida é se assumir como gay para seus pais.

Ao ser questionada que vozes familiares poderiamos ficar atentos para ouvir na nova série, Marc responde com precisão

“Absolutamente Melissa Benoist. Absolutamente Melissa Benoist. Nós produzimos isso muito antes do crossover, então eu tive o benefício de ser tratado com o desempenho incrível de Melissa como Overgirl em forma de ação na voz primeiro; Ela é fantástica e tão formidável”.

TVLine: Naquela cena do crossover em que Overgirl estava conversando com a nossa Kara sobre o serviço de fazer isso pela “Pátria” Melissa tinha uma mania de esquadrinhar seus ombros e colocar algo extra dicção…

“Um pouco, sim. Ela consegue fazer isso. Olha, nenhum nazista pensa: Eu sou nazista, então eu sou malvado!. Eles acreditam na sua causa; isso é o que os torna tão perigosos. E Melissa – apesar de ser uma pessoa adorável e boa é capaz de encontrar dentro de si mesma esse incrível mal.”

 

Fonte: TVLine

Tradução e adaptação: Melissa Benoist Brasil

03.12.2017
postado por milene e categorizado como Entrevistas, Supergirl

Entrar para o vilão da história em vez do herói é um sentimento muito estranho de experimentar, não vou mentir. E ultimamente, tem ocorrido cada vez mais à medida que a cultura pop culpa autênticas representações de vilões femininos. Vindo do Thor de Marvel: Ragnarok totalmente tem propriedade da definição de poder das mulheres, a DC está entrando na ação da força feminina na tela com Supergirl.

Antes de toda a loucura do crossover, a mãe solteira e trabalhadora, Sam Arias (Odette Annable), tinha acabado de aprender a verdade sobre suas origens Kryptonianas; que ela foi criada para ser uma Worldkiller (matadora de mundos). Seu completo e total choque e negação de seu propósito maligno não foi suficiente para interromper sua transformação, e nos últimos momentos de sua jornada solo, para aprender quem ela era na Fortaleza do Santuário, Sam foi essencialmente apagada e ela se tornou a embarcação para Reign.

Este inimigo todo-poderoso e indestrutível está literalmente aqui para destruir o mundo e ainda assim os fãs podem encontrar-se realmente torcendo para que ela vença. Isso não significa que os espectadores querem que a Supergirl perca, que o apocalipse seja próximo ou qualquer coisa assim. Mas assistir uma mãe desinteressada, atenciosa, incansável e trabalhadora, perder completamente sua vida, pois sua personalidade, literalmente, é enxugada para que ela possa ser um meio para que seus criadores de Krypton alcancem seu objetivo destrutivo e completamente desonesto. Os fãs não estarão torcendo para Reign destruir o mundo; Eles estarão torcendo para que Sam guie seu caminho de volta e controle novamente a vida e o seu corpo. Nós fomos preparados para se preocupar com essa mulher por algum motivo!

E sim, está bem, é bom admitir o que todos pensamos no fundo: os fãs também podem se encontrar torcendo, contra seu próprio julgamento e raciocínio, para que Reign vença a Supergirl assim que a vejam em ação nas cenas de luta. Porque ela é a personagem de quadrinhos feminino implacável, forte e inabalável que tem sido desejada de ver.

“Eu acho que Reign vai surpreender as pessoas. Ela é bastante espetacular de se ver e ela definitivamente dara à Supergirl a luta de sua vida”, diz Benoist.
“Ela é a grande coisa ruim, então é realmente todo mundo tentando descobrir o que eles podem fazer com seu conjunto de habilidades ou o que eles precisam para detê-la o mais rápido possível”, diz Leigh no set. “E isso não é bom para ninguém”. 

David Harewood está incrivelmente empolgado para que os fãs possam ver as cenas de ação que chegam com Reign contra Supergirl e o DEO, porque J’onn J’onzz vai ter que jogar o chapéu no ringue.

“Sim, você vai ver uma mágica, J’onn J’onzz realmente em uma das lutas”, diz Harewood. “Ela é muito forte. Fiquei muito surpreso com o quão bem ela pode cuidar de si mesma. Ela está cheia de surpresas e acho que o público vai se surpreender. Reign não trata exatamente as pessoas com luvas de criança”. E não é isso que todos nós esperamos por personagens de quadrinhos e vilões?”
,

 

Fonte: Bustle