Seja bem-vindo ao Melissa Benoist Brasil, sua primeira, maior e melhor fonte brasileira sobre a atriz Melissa Benoist, mais conhecida por interpretar a Supergirl na serie homônima. Aqui você encontrará informações sobre seus projetos, campanhas e muito mais, além de entrevistas traduzidas e uma galeria repleta de fotos. Navegue no menu acima e divirta-se com todo o nosso conteúdo. Esperamos que goste e volte sempre!

A história do cerco de 51 dias no Monte Carmelo entre o ATF, o FBI e a seita religiosa de David Koresh, continua na noite de quarta-feira (31/01) com o segundo episódio da mini-série de apenas seis episódios.

Waco conta o conto da batalha de armas mais longa na história da aplicação da lei dos EUA, na qual 76 homens, mulheres e crianças no complexo Davidian foram mortos. A série estrela Taylor Kitsch como Koresh, Michael Shannon como o negociador do FBI Gary Noesner e Melissa Benoist como a esposa de Koresh, Rachel.

“É um conto preventivo (‘cautionary tale’). Foi algo que não precisava ter acontecido. Isso mostra as circunstâncias que criaram essa tempestade com a ATF e o quanto eles precisavam provar de si mesmos, então eles apareceram com tanques por causa de um mandato de $50 e houve um tiroteio por cerca de uma hora e as pessoas morreram no primeiro dia. Isso se intensificou de forma tão rápida que não havia mais retorno. Tudo o que deveria ter sido feito era que as pessoas olhassem além da superfície para manter as mulheres, as crianças e as pessoas inocentes fora disso”, disse Benoist à Parade.com em entrevista exclusiva no 25º aniversário da tragédia.

O quanto você conhecia sobre a história de Waco antes de entrar nesse projeto?

Eu sabia o quanto a maioria de nós sabia. Eu vi a cobertura de notícias. Eu era muito jovem, então eu não acho que a gravidade ficou registrada em mim, mas eu tinha família no Texas. Eu acho que senti necessidade de saber exatamente o que estava acontecendo. Obviamente foi um acontecimento memorável, mas eu só sabia o que a mídia mostrava, o que não foi nem a metade do que realmente aconteceu.

Você acha que existe um ponderamento ao contar sobre este acontecimento, que mostra o ponto de vista de ambos os lados?

Eu acho que é um testemunho da narrativa dos Dowdles (John Erick e Drew) contar histórias em que há uma área pouco nítida. Eu acho que eles queriam mostrar a humanidade de todos os envolvidos. Haviam pessoas boas nos Davidianos e também haviam pessoas boas no ATF e no FBI. Foi uma situação impossível que saiu do controle desde o início. Terríveis erros de comunicação. Foi uma tragédia que poderia ter sido evitada e não deveria ter acontecido.

Qual é a sua opinião sobre David Koresh? Você acha que ele era um megalomaníaco? Você acha que ele estava crente do que ele estava fazendo?

Eu acho que ele era um pouco das duas coisas. Vale a pena notar o que ele criou de si mesmo, o que ele fez de si mesmo, considerando de onde ele veio. Ele teve uma educação terrível e fugiu de casa quando tinha 14 anos. Ele mudou seu nome e tornou-se o líder desta igreja através de outra história louca que envolveu um tiroteio.

A maneira como ele realmente ganhou o controle do Monte Carmelo foi bastante agressivo e quase como o Oeste Selvagem, mas ele tinha traços que não eram tão bons. Eu acho que ele tinha essa energia magnética sobre ele. Ele era literalmente o sol, em que tudo no Monte Carmelo girava em torno de todos os Davidianos.

Havia um grande material de pesquisa sobre Rachel para você investigar?

Não havia muito material para eu ler sobre ela, nem tanto quanto David Koresh para Taylor, mas havia muitas fotos de Rachel com David e seus filhos. Há alguns relatos de pessoas que os conheceram. Os dois advogados que entraram no Monte Carmelo durante o cerco, que ela serve um ‘Frango à la King’ no escritório, aparentemente achavam que ela estava muito quieta. O que eu sei é que ela tinha 14 anos quando David decidiu que queria se casar com ela. Ela era sua primeira esposa. Ele a pegou e partiram para fazer suas missões juntos. É inimaginável e difícil de compreender.

Você acha que ele a deixou fazer parte do processo das decisões? Você acha que ele respeitou sua inteligência?

Absolutamente. Eu penso que por causa de seu ego, talvez não na frente das pessoas, mas acho que ela era uma das únicas mulheres que ele ouvia e provavelmente atrás das portas fechadas. Ela era a principal pessoa que dormia na cama com ele mesmo que ele tivesse outras esposas. Ela era os olhos e os ouvidos das mulheres e crianças no complexo. Então, eu acho que ela provavelmente teve muito a dizer sobre como executar as decisões, a estrutura da maneira como eles viveram e trabalharam.

Você acha que ela estava confortável que ele tivesse outras esposas?

Essa era uma parte de suas Novas Revelações. Eu acho que ciúmes e inveja são emoções humanas que você não pode controlar e não consigo imaginar como ela pôde não sentir isso de vez em quando. Não sei como isso seria possível, mas essa era a realidade dela. Ele tinha 12 outras esposas, ou ela era uma das 12, incluindo sua irmã. Mas um fato interessante sobre ela é que ela era a única que teve o sonho de que Deus falou com ela e disse que David precisava se casar com sua irmã mais nova, Michelle. Então, essa foi quase que uma decisão dela. Descobrir isso fascinante e algo difícil de reconciliar.

Você sentiu que as coisas iriam tão longe assim quando começaram o conflito?

Eu não sei se algum deles sentiram, mas acho que foi uma situação impossível desde o começo e acho que Rachel provavelmente, pelo que eu suponho, tratou mais sobre cuidar e proteger as crianças, mas eu não acredito que ela nunca teria seguido David.

Sente compaixão por essas pessoas?

Claro que sinto. Eu sentia muita empatia por eles e senti de uma perspectiva que não esperava sentir. Aprendi muito e espero que todos possam aprender.

Waco é uma diferença de 180 graus de Supergirl. Esta mulher não é totalmente emponderada. Foi isso que fez você querer interpretar ela? por ela ser tão diferente?

Não é apenas o fato de que ela é diferente, é a história ser tão atraente para mim. Eu acho que Rachel está emponderada em seu mundo. Ela estava obviamente em circunstâncias muito diferentes do que a Supergirl, e Supergirl obviamente tem muito empoderamento. A força de Rachel é interna e muito mais silenciosa, mas essa história foi uma que eu realmente me senti atraída para ser parte de contá-la.

São histórias como essa pela qual você ama ser atriz?

Bem, sim, claro. Este papel, especificamente, é muito especial porque parte do que conseguimos fazer é esclarecer coisas que as pessoas não necessariamente conhecem, especialmente quando se trata de um acontecimento histórico ou algo que realmente aconteceu. Nós olhamos profundamente para um acontecimento que foi enigmático, confuso e que as pessoas só viram um lado dele.

Tradução e adaptação por Melissa Benoist Brasil

Deixe um comentário!
O Melissa Benoist Brasil é um site feito de fãs para fãs que não é afiliado e/ou mantém contato de alguma forma com a Melissa Benoist, amigos, agentes ou alguém relacionado à seus projetos. Esse site foi feito apenas para publicar notícias para pessoas que como nós, admira seu trabalho. O MBBR não tem nenhuma intenção de lucro. Caso pegue alguma tradução ou notícia exclusiva e reproduza em seu site, nos dê os devidos créditos.
Layout criado e desenvolvido por Lannie.D - Hosted by Free Fansite Hosting @ 2018 - Melissa Benoist Brasil